Aluno vence desafio de empreendedorismo em Iowa

Entre os dias 18 e 22 de julho, o aluno Pedro Marra (8º Ano), participou de um Summer Camp patrocinado pela Universidade de Iowa sobre empreendedorismo – Jacobson Institute for Youth Entrepreneurship.

aluno_empreen

Todos os inscritos participaram de aulas teóricas e práticas. Logo no primeiro dia, os alunos tiveram trinta e cinco minutos para idealizar o projeto que iriam desenvolver durante o curso e apresentar ao final do Summer Camp. “ Por conta do curto tempo foi uma situação inusitada. Não sabia o que fazer. Outros participantes já vinham com ideias por conhecerem o evento. Dessa forma, creio que por desespero, veio-lhe à mente um problema que meu filho mais novo tem de deixar o fone de ouvido todo enrolado e ficar sempre tendo que o desenrolar. ”, comentou Alexandre Marra, pai do aluno.

Com o dispositivo que evitaria que o fio dos fones de ouvido se enrolassem e estragassem em mente, era hora de colocá-lo em prática. No dia seguinte, Pedro e os outros foram a uma loja, onde, para a realização do protótipo, podiam gastar 30 dólares. Com apenas 12 dólares e 50 centavos, o aluno comprou papel espuma para o dispositivo e cartolina para fazer a apresentação.

No dia seguinte à construção dos produtos, o destino foi o “Farmer’s Market’. Neste local, Pedro vendeu 20 peças a 50 centavos cada, obtendo dessa forma, um lucro de 45 centavos por peça.

Em sequência, apenas oito estudantes foram selecionados e fizeram uma apresentação para jurados.

Muitos desafios e etapas foram enfrentadas para que Pedro fosse consagrado o grande campeão do Summer Camp de empreendedorismo. Como prêmio, recebeu cem dólares, valor que o discente decidiu reverter para o Jacobson Institute. Dessa forma, outro estudante terá a chance de participar na próxima edição sem precisar pagar.

“ O que mais achei interessante é que apesar de todo o estresse, senti que ele se divertiu nessa semana pelo desafio que teve. Ele mesmo fez a inscrição por e-mail, perguntou se não havia bolsa de estudo, e a universidade lhe deu 100% de bolsa”, explica Alexandre Marra, pai do estudante.